Turismo em Pauta nos 200 anos de Maceió – Vídeo 1

Por Rita Minami e Henrique Amato

A convite da Prefeitura e da Secretaria de Turismo de Maceió, o Turismo em Pauta viajou para acompanhar as comemorações dos 200 anos de um dos destinos mais importantes do Nordeste. Chamada de “caribe brasileiro”, conhecida por sua expressiva identidade cultural, praias de águas quentes e cristalinas, Maceió completou 200 anos no dia 05 de dezembro.

Confira o vídeo da Matéria em Maceió:

https://www.youtube.com/watch?v=DGRlK4Za8cs

Capital de Alagoas a partir do ano 1839, seu potencial é representado nas manifestações folclóricas, artesanato diversificado, excelente rede hoteleira e gastronomia típica. Associados aos serviços de qualidade fazem parte da infraestrutura turística que satisfaz as expectativas de quem a visita.

O Aeroporto Internacional de Maceió – Zumbi dos Palmares – é o quarto maior do Nordeste, sendo a principal porta de entrada para o destino e estado. Maceió tem o Pontal da Barra, bairro que abriga uma comunidade de pescadores e artesãos as margens da Lagoa Mundaú. Por lá, o artesanato, exposto nas portas das casas, é confeccionado pelas rendeiras, que tecem o Filé, renda tipicamente alagoana que ocupa importante posição na economia.

Na Lagoa Mundaú, os pescadores retiram o sururu, um molusco que se destaca na gastronomia alagoana. Seduzindo o paladar dos visitantes, são pratos feitos com diversos ingredientes e os mais nobres frutos do mar. Os diversos restaurantes locais oferecem cardápios diversificados, com opções da culinária regional e internacional.

Para celebrar o aniversário e toda sua história, a prefeitura organizou eventos nos meses de novembro e dezembro. Como parte da comemoração, tanto moradores como turistas, assistiram uma nova edição do Desfile Velas Artes, lançado há 20 anos, resgatado pela prefeitura em parceira com o Sebrae-AL, homenageando os históricos anos vividos.

Através de 15 artistas locais convidados, as tradicionais jangadas de Maceió transformam-se em verdadeiras obras de arte, cada uma contando um pouco mais sobre sua história, cultura e também personagens da cidade.

Segundo o secretário municipal de Promoção do Turismo, Jair Galvão, o dia do bicentenário foi muito especial. “É um dia de orgulho e de alegria reconhecer as nossas belezas, as nossas cores, a nossa cultura. O projeto já se transformou em um patrimônio da cidade porque traduz o talento e a vocação artística do maceioense em um dos símbolos da cidade, que são as jangadas. São essas embarcações tradicionais belíssimas que fazem o passeio das piscinas naturais da Pajuçara, nosso cartão-postal, além de garantirem o sustento de tantos pescadores”, disse o secretário ao Turismo em Pauta.

E no ar, a festa ficou por conta da apresentação da Esquadrilha da Fumaça. Durante mais de meia hora, sete aeronaves intercalavam-se entre manobras de tirar o fôlego e apresentações incríveis, lotando ruas, prédios, areia e calçadas. A plateia foi ao delírio no momento em que as aeronaves riscaram no céu a frase “Maceió 200 Anos”.

“Foi um belíssimo show da Esquadrilha da Fumaça. A quantidade de pessoas que correram para a beira da praia quando a performance começou foi impressionante. Queremos, mais uma vez, agradecer ao Ministério da Defesa na pessoa do ministro Aldo e a todos os pilotos da esquadrilha, que sejam sempre muito bem-vindos a Maceió e parabéns pelo belo show”, destacou o prefeito, Rui Palmeira. É a primeira vez que um estado nordestino recebe a “Fumaça” desde a aquisição do novo modelo de avião, o A-29 Super Tucano.

“É um momento de celebração e estamos comemorando esse dia com a sociedade maceioense, que atendeu nosso chamado e veio prestigiar”, celebrou o vice-prefeito, Marcelo Palmeira. A programação dos 200 anos de Maceió seguiu em um momento de encantamento com luzes e sons. A fachada do prédio histórico da Associação Comercial de Maceió, no bairro de Jaraguá, foi o cenário para as projeções no formato vídeo mapping.

A apresentação passeou pela história da cidade desde o período dos índios Caetés que batizaram a terra com o nome “Maçayo-k”, até o início da ocupação portuguesa, passando pela presença francesa e holandesa. O vídeo traçou a chegada da cultura da cana de açúcar que expandiu o povoamento, economia e cultura. Personagens, histórias, sabores, cores, danças e ritmos estavam presentes no vídeo. A apresentação se encerrou com a canção Maceió 200 Anos, de Júnior Almeida. A projeção também celebrou o natal com temas e músicas natalinas.

Ao final do dia festivo, a última apresentação ocorreu no Estacionamento do Jaraguá, e contou com 400 artistas da terra que presentearam a cidade com o espetáculo “Maceió Meu Xodó”, que reuniu músicos, atores e dançarinos, exaltando a cultura da cidade.

A Mostra Sururu de Cinema Alagoano, que chegou a sua sexta edição, também rendeu homenagens aos 200 anos de Maceió. Com 20 filmes selecionados, a mostra competitiva começou nessa quinta-feira (17) e seguiu até o dia 20 de dezembro, no Centro Cultural Arte Pajuçara.

O evento é uma realização da Associação Brasileira de Documentaristas e Curtametragistas (ABD&C/AL), em parceria com a Prefeitura de Maceió, por meio da Fundação Municipal de Ação Cultural (FMAC), patrocínio da Algás e produção do Coletivo Cultural Popfuzz.

O Turismo em Pauta agradece imensamente o secretario de Turismo de Maceió, Jair Galvão, o prefeito de Maceió, Rui Palmeira, Isabel Sehbe, do Ecoha Yoha Ashram, a Gladson de Souza, do Hotel Tropicallis, a companhia aérea Avianca Nacional e Leandro Lira, vice-presidente do Maceió Conventon & Visitors Bureau. Todos foram fundamentais para que nossa equipe prestigiasse as celebrações dos 200 anos de Maceió, um destino ímpar do turismo brasileiro.