UNEDESTINOS e Academia VISITE SÃO PAULO realizam workshop

Profissionais de CVBs e Entidades de Destino se reúnem para troca de experiência e padronização do trabalho nacional

Atualmente, a criação de um ambiente propício para o desenvolvimento do mercado possui conceitos alternativos. Mais do que aumentar a distância entre os agentes concorrentes do setor, o foco, hoje, é a troca de experiência, compartilhamento de ferramentas e processos e democratização do conhecimento. É o que acredita a UNEDESTINOS, União Nacional de CVBs e Entidades de Destinos, que nesta quinta e sexta, 1 e 2 de fevereiro, por meio da Academia VISITE SÃO PAULO, realizou o primeiro Workshop para seus associados.

“Entre os valores da UNEDESTINOS, contam a capacitação dos profissionais, integração dos membros, promoção e estrutura do setor. A realização do Workshop está alinhada na íntegra a cada um desses pontos e, como resultado, quem ganha é o setor, com o desenvolvimento e qualificação de quem trabalha com captação de eventos no Brasil”, comenta Toni Sando, Presidente da UNEDESTINOS. Participaram 40 profissionais de mais de 20 CVBs associados.

Na programação do encontro, as áreas do VISITE SÃO PAULO apresentaram os processos realizados no trabalho de captação e apoio a novos eventos, busca por parcerias, relação com associados e gestão corporativa. “Os CVBs e entidades presentes também puderam apresentar seus cases para que todos pudessem absorver as melhores práticas”, completa Toni Sando. Além das áreas de Eventos, Relacionamento, Inovação e Administrativo-Financeiro, os participantes também contaram com palestra de Paulo Salvador, Diretor da Omnibees, que falou sobre meios de distribuição hoteleira, Juan Pablo De Vera, Presidente do Conselho de Administração da Ubrafe, União Brasileira dos Promotores de Feiras, abordando tendências, e Guilherme Paulus, fundador da CVC e da GJP Empreendimentos.

“O olhar sobre os CVBs e Entidades associados à UNEDESTINOS deve ser isonômico, pois com essa troca de conhecimento, os processos e comunicação se padronizam, focando em resultados. Um País fortalecido e profissional na captação de eventos desenvolve os destinos isoladamente também. A união é essencial para alinhamento de discurso e objetivos”, diz Toni Sando.

O Presidente da UNEDESTINOS explica que CVBs, por agregar todos os segmentos da cadeia produtiva de turismo, eventos e viagens, podem ser protagonistas para defender e desenvolver pautas do setor. “Há dois anos, incentivamos a divulgação de números da captação de eventos e o impacto na economia, e percebemos, hoje, uma onda de infográficos lançados por diversos destinos com essas informações”, comenta.

O Workshop foi a primeira ação do ano da UNEDESTINOS, que realizará novos encontros durante a ABAV e WTM, assim como a realização do IV UNECONGRESSO, previsto para o final do primeiro semestre.